sábado, 16 de agosto de 2008

Prova da madrugada

Todos a postos. Homens fortes, peles suadas, todos enfileirados, cada qual em sua raia. A pipoca, a coberta, o colchão jogado no chão da sala. Phelps bate o recorde mundial. João Paulo ronca pela terceira vez na noite. Jade cai na prova de solo. Joiciane cai no sono. O vôlei de praia ganha no sufoco. A pequena Ana Paula é a única que continua acordada, madrugada adentro. A dupla se classifica. João Paulo vai acordar com torcicolo. César Cielo Filho bate o recorde olímpico. Joiciane vai perder o horário agendado no salão. O Brasil ganha sua primeira medalha de ouro. Jefferson goza, vira pro lado e dorme. O quadro de medalhas é atualizado, o Brasil continua no final. Nicolle vai dormir mais uma noite se sentindo usada.

2 comentários:

Labes disse...

Que porrada bem na boca do estômago!

Gostei!

Vivi Bastos disse...

Enquanto prolifera transmissões olímpicas, a vida continua...
Nem sempre com júbilo.

Gostei da abordagem. Parabéns!!