sábado, 28 de fevereiro de 2009

Declaração

- Quero escrever para a minha família.
- Não há aqui papel, nem luz, nem tinteiro. Fique tranqüilo, voltaremos pra casa.
- Não, preciso dizer a eles algo importante.
- E eu posso saber o que?
- Que eu os amo.
- Mas você pode dizer isso quando chegarmos.
- Tenho a impressão que medalhas de honra ao mérito por uma guerra perdida desde o princípio não falam de amor.

5 comentários:

welida disse...

Devo admitir que foi o melhor texto, embora poucas linhas...
seus textos são otimos!Parabens!

Rodrigo Oliveira disse...

gostei. acho q a última frase podia ser um tiquinho mais curta, mas ficou bacana. boa.

Schali disse...

Uauau!
Marina sempre!

Fábio Ricardo disse...

conrcordo com o rodrigo, uma frase menor seria mais impactante. mas ficou muito bom.

Vivi Bastos disse...

O recurso impactante da mensagem funcionou muito bem. Gostei bastante.

Bjs