sábado, 6 de dezembro de 2008

Cinismo natural

- “Isso é o que restou da região conhecida como Morada das Focas. Sangue.”
- Ô mãe! Olha lá o que fizeram com os bichos!
- “A polícia do lugar acredita que mais de mil aves tenham sido abatidas por predadores na última noite.”
- Nossa, que barbaridade! Não se tem mais amor pelos animais mesmo.
- “As suspeitas são de que o completo abatimento das aves tenha sido feito por um grupo de turistas que já deixaram o local”.
- Não vão fazer isso com o Toby, né, mãe?
- “Os moradores do local, desolados, dizem que os bichos nunca fizeram mal a ninguém. Este dono de hotel, diz que o sustento de toda a região era o turismo animal e que não sabe como eles viverão agora.”
- Não, filho. Essas coisas só são feitas por caçadores maus que maltratam os bichinhos e esquecem que eles também são seres vivos e tem sentimentos.
- “Deixamos o local com a certeza de que a neve rubra era só um símbolo da vida que se havia ido. E que, certamente, os culpados seriam condenados.”
- É um absurdo. Mas agora desliga essa tevê e vem que o churrasco está pronto.

4 comentários:

Medéia disse...

Extremamente vegetariano... eh eh eh
Uma aluna minha diria: "vacas não são alimentos".
Bom texto!
Bem crítico...

Rodrigo Oliveira disse...

A construção foi interessante. Bem contemporânea. O argumento eu achei meio frágil, mas isso não implica necessariamente na qualidade do texto eu acho. Visto até, que o argumento é o leitor que completa. A dupla leitura do "natural" do título achei bem interessante.

Vivi Bastos disse...

O texto é bom, sim. O raciocínio embutido no texto é conflitante, porém. Meio reducionista. Enfim, é um texto promissor que necessita de um desenredamento.

fabioricardo disse...

eu curti. me lembrou aquele meu das cheias. uma cutucada básica nos nossos valores, ou na falta deles.