sábado, 25 de abril de 2009

Alegria, alegria

E ele acariciou a nuca dela, sem saber que a ponta dos seus dedos deslizava sobre a tristeza. Conseguia tocá-la.

3 comentários:

Rodrigo Oliveira disse...

a nu cadela?

Félix B. Rosumek disse...

"a nu cadela"... hehehehe! tem um nome afrescalhado para esse tipo de coisa, não?

Thiago Floriano disse...

sim, félix, a boa e velha cacofonia... ahahahahah