quinta-feira, 27 de novembro de 2008

AUTO-AJUDA CÍNICA EM 9 PASSOS

1• Seja sincero
2• Desapegue-se de tudo aquilo que for material
3• Viva em coerência com seu modo de pensar
4• Não negue seus instintos, por mais ousados que possam parecer
5• Valorize a natureza
6• Aprecie os pequenos prazeres
7• Exercite-se
8• Liberte-se de pré-conceitos e preconceitos
9• Esqueça as convenções

5 comentários:

JLM disse...

Só fica um porém: para escrever uma auto-ajuda cínica o escritor precisa ser cínico? Como descobrir que ele não está simplesmente sendo cínico ao invés de ajudar?

kkk, ficou mto boa, dá margem para a ambiguidade, mas falando sério, antes de ler quem postou, imaginei q o texto fosse da Marina... foi uma (boa) surpresa ver que os rapazes tem conselhos morais guardados nas mangas.

1 abraço

Félix B. Rosumek disse...

legal alguém ter abordado as outras intepretações da palavra "cínico". essa aí cai no aspecto da filosofia grega, embora os cinismo não fosse apenas uma "filosofia que despreza as convenções sociais" como aparece nos dicionários.

ser cínico = ser livre! eu colocaria um último tópico: "10. use havaianas". ;)

Thiago Floriano disse...

É, Félix... quando pensei no tema imaginei que ia usar o Diógenes como personagem, ou algo assim pra remeter à questão filosófica do cinismo mesmo. A catástrofe toda que pegou nossa região me deixou apenas algumas horas pra pensar no texto (com a cabeça na lua) e acabei optando por essa saída. Não vou explicar qual era minha intenção com esse texto senão perde um pouco da graça e pode mudar a forma como as pessoas o entendem... quanto ao teu tópico 10... foi engraçado!

Rodrigo Oliveira disse...

cínico.

Vivi Bastos disse...

Conhecimento útil, preocupação com a alma, viver bem, descobrir a si mesmo, virtude...Quanta missão!

Entrei em crise existencial agora: virtuosa ou viciada? Ou viciosa virtuosa? Virtuosa viciada?...rs

Uma saída divertida a sua!